sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Setembro é o mês dos Carurus


“São Cosme mandou fazer duas camisinhas azul, no dia da festa dele, São Cosme quer caruru”.
Os bons baianos sabem que esta é uma das canções mais famosas para homenagear os santos gêmeos.

São Cosme e Damião são santos católicos com grande receptividade entre as camadas afro-brasileiras do Recôncavo baiano

No sincretismo religioso Cosme e Damião são os orixás Ibeji, filhos gêmeos de Xangô e Iansã, divindades protetoras do parto duplo, amigos das crianças e responsáveis por agilizar qualquer pedido em troca de doces – daí um outro costume que é o de distribuir doces para crianças no dia 27 de setembro.

Os devotos de santos gêmeos  costumam “dar Caruru” em suas casas durante o mês de setembro.

A tradição manda que os primeiros a serem servidos são os donos da festa: São Cosme e Damião. As oferendas são precisamente colocadas no altar decorado para a ocasião Procedida a cerimônia, chamam-se então os sete meninos para iniciar a comilança e só então o restante dos convidados podem comer.

Independente da crença, os carurus são bons momentos para confraternizar com a família e os amigos.